PERCURSO #3: NOVA ESPERANÇA

O terceiro percurso da pesquisa de campo corresponde ao bairro Nova Esperança. Localizado na porção sul da cidade, está na lista dos bairros que mais crescem em Balneário Camboriú, devido sua ótima localização, infraestrutura e serviços urbanos. Criado em 1980, sua denominação remete ao espírito de esperança que promovia aos novos moradores que ali chegavam. É conhecido por abrigar três grandes equipamentos urbanos: o Complexo Ambiental Cyro Gevaerd, o Centro de Eventos de Balneário Camboriú e a Estação de Tratamento de Esgoto.

O Complexo Ambiental é uma das principais estruturas de lazer da cidade, sendo de propriedade particular e funcionando sob uma gestão compartilhada com o Governo do Estado de Santa Catarina. O parque, inaugurado em 1981, está inserido em extensa área, com 41.482 m² de vegetação nativa, que compõe parte da Área de Proteção Ambiental do rio Camboriú. Contempla diversas estruturas: zoológico, berçario de animais, aquário, terrário, minicidade, minifazenda, Núcleo de Educação Ambiental, bem como os museus: arqueológico, oceanográfico, taxidermia e esqueletos, Museu do Artesanato Catarinense e Museu do Pescador.

Na parte frontal do Complexo, junto à BR-101, encontramos o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, estrutura que está concluída desde 2018, mas ainda não foi inaugurada. É um pavilhão com mais de 33.000 m², capacidade para até 60.000 pessoas e área de alimentação que pode acomodar 2.000 pessoas.

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Nova Esperança, inaugurada em 2012, realiza o tratamento da quase totalidade dos efluentes urbanos, cerca de 500 litros por segundo de esgotos transportados de toda a cidade para o local. Na ETE o esgoto passa por diversas etapas até ser despejado, já como água limpa, no rio Camboriú. Está inserida em uma extensa área, de grande sensibilidade ambiental, o que exige da empresa estruturas de funcionamento compatíveis ao ambiente e às atividades desenvolvidas.

Outro ponto de destaque na paisagem da região é o Morro do Barranco, localizado na margem direita do rio Camboriú. O morro, que ainda não foi alvo da ocupação urbana, apresenta sua vegetação bastante preservada, com presença de inúmeras árvores de grande porte, mas já sente a pressão do crescimento da cidade, com o anúncio de futuros empreendimentos para o local.

Um dos principais conjuntos paisagísticos que formam este percurso é o Morro do Boi. Localizado na porção sul da cidade, no limite com a cidade de Itapema, ao lado do conjunto de morros das Interpraias. A região apresenta sua vegetação de cobertura ainda bastante preservada, com a presença de diversas nascentes de água, entre elas a do rio das Ostras. Neste conjunto encontramos o Túnel do Morro do Boi, obra realizada para que a BR-101 cruze o relevo acidentado. Nesta região também encontramos a comunidade Morro do Boi, formada por 16 famílias remanescentes quilombolas. Em 2009 a comunidade obteve o reconhecimento da Fundação Palmares, mas ainda lutam para a oficialização final por parte do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – Incra. Constituída na segunda metade do século XIX, a localidade, que se mantinha pela produção e comércio de produtos agrícolas, sofreu sérios impactos com a implantação da BR-101 e mais tarde com a construção o túnel. Áreas de cultivo foram inviabilizadas forçando o deslocamento dos agricultores sem receber qualquer tipo de indenização.

Conjunto de Árvores compondo a mata ciliar do rio das Ostras, na margem oeste da BR-101.
Rua interna do bairro Nova Esperança apresentando significativa arborização pública, além de boas estruturas urbanas, como: calçadas largas e ciclovia
Conjunto de três grandes sibipurunas em rua do bairro Nova Esperança.
Conjunto de árvores de grande porte de diversas espécies dentro de um lote particular.
Vista externa da Estação de Tratamento de Esgoto em região semi-rural do bairro Nova Esperança.
Canal emissário de efluentes vindo da Estação de Tratamento de Esgoto, antes de lançar no rio Camboriú.
Árvores de grande porte nos fundos do Complexo Ambiental Cyro Gevaerd. Na esquerda nota-se a presença de um córrego afluente do rio Camboriú.
Centro de Eventos de Balneário Camboriú, ainda não inaugurado. Na parte frontal do Complexo Ambiental Cyro Gevaerd, junto à margem oeste da BR-101.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s